• Romaria da Senhora do Almortão

Idanha-a-Nova

A maior e mais antiga romaria da Beira Baixa ocorre na terceira segunda-feira depois da Páscoa e a 15 de Agosto. A Senhora do Almortão tem o seu santuário a 7kms de Idanha-a-Nova e o seu culto é assinalado documentalmente desde o século XIII.

A lenda fundadora do culto refere que a capela foi construída depois de ser encontrada uma imagem de Nossa Senhora no meio de murtas, de onde resulta o nome da festividade.

No santuário, a capela-mor e o altar são revestidos de azulejos do séc. XVIII. O alpendre é formado por três arcos de granito onde habitualmente se juntam grupos de cantares femininos acompanhados com os tradicionais adufes da Beira Baixa.

A parte da manhã consiste em serviços religiosos com missa seguida da tradicional procissão. Após as cerimónias, o almoço é o espaço de convívio profano entre famílias e amigos que aproveitam o espaço aberto para piqueniques. Os romeiros cantam quadras à Senhora, entre as quais as que traduzem o sentimento de libertação do domínio espanhol.

A maior e mais antiga romaria da Beira Baixa ocorre na terceira segunda-feira depois da Páscoa e a 15 de Agosto.

 

Por perto